Kind of down

Não sei se já comentei aqui (e tô com preguiça de ler os posts antigos) mas, desde que a Rafa começou a ir pra escola, aquela vontade que sempre me consumiu de querer chegar lááá no topo da escada profissional, isso de querer ser chefe de chefe antes dos 30, meio que perdeu o sentido. Na verdade não perdeu o sentido, fui eu quem perdi a vontade.

Para ser muito sincera eu não sei o motivo. Eu fico dizendo que o motivo é pq eu quero muito passar mais tempo com a Rafa, poder participar do dia a dia dela durante a semana tb, poder levar e buscar na escola, poder fazer parte do conselho de pais e essas coisas que antes eu achava desnecessárias. O problema é que, apesar de eu realmente querer muito fazer isso que eu disse aí em cima, no passar do último ano eu fiz várias escolhas erradas baseadas nos motivos errados e por hoje estar colhendo o que eu plantei, as vezes bate um desespero louco.

Há dias que eu tenho que lutar contra uma vontade enorme de ir lá no chefe e falar “sorry, mas não dá mais pra mim”, sem motivo óbvio nenhum para fazer isso!! E muito menos pq eu quero arranjar outro emprego.

Não sei se preciso de férias … não sei se isso é por causa do pouco tempo que eu passo com a Rafa … não sei se eu realmente quero pendurar as botas* (*chuteiras são feias)e ser dona de casa … sei que não há motivo certo de eu querer fazer isso.

Talvez essa constante insatisfação com empregos na Bélgica seja pq eu procure sempre encontrar a atmosfera que existia no Brasil (o que é tão utópico!! No escritório onde trabalhava no Brasil eu tinha grandes amigos que viraram uma espécie de família pra mim que não conhecia ninguém em SP … minha melhor amiga trabalha lá e é um tanto quanto infantil da minha parte querer encontrar a mesma coisa aqui … melhores amigos não nascem em árvores de escritórios!). Eu acho que, como aquele foi meu primeiro emprego, eu o coloquei como padrão para medir todas as minhas experiências profissionais futuras, e é claro que nada alcança esse patamar pq o que existia lá era especial demais e não existe em todos os lugares (até mesmo naquele escritório as coisas mudaram bastante!).

No meu último emprego eu comecei a me sentir assim e as coisas foram piorando até eu decidir sair de lá. Achei que precisava mudar de ares, tentar coisas novas, colegas novos, chefe novo, escritório novo, função nova. Isso tudo eu tenho, mas por qual motivo que eu estou começando a me sentir assim de novo???!!!

Vontade de ficar em casa ajeitando a minha vida. Pintar o quarto de brincar da Rafa, arrumar o banheiro e a cozinha do jeito que eu gosto e sem pressa, lavar a montanha de roupas que está na lavanderia (tudo na máquina pq eu sou doida mas não tanto), preparar algumas coisinhas especiais para comer no decorrer da semana, poder ler blogs sem correria … aprender a plantar temperinhos … estar na escola às 15:25 pra pegar a Rafa todos os dias … ler meus livros na hora do almoço. Essa é a vida que vem povoando meus sonhos ultimamente (leia-se: a pouco menos de um ano).

Aí, quando eu penso em me jogar e viver o que eu acho me faria feliz, vem o medo e as dúvidas … se eu fizer isso (parar de  trabalhar) significa aperto financeiro pq é difícil se adatar a ter menos, significa menos viagens, significa menos Brasil, significa comprar menos roupas e menos sapatos tanto pra mim quanto pra Rafa … significa ficar em casa mesmo quando eu queira sair e sinta falta de almoços em restaurantes legais com clientes. Será que eu quero isso mesmo?

Talvez eu só precise de férias para poder me dedicar mais à minha vida familiar (=casa, Rafa e Mick) … talvez não, talvez eu deva mesmo largar tudo e ser dona de casa.

Mas e quando a Rafa for maior e não for mais tão dependente?? E quando ela chegar na fase que não quer que eu a leve na escola?! Eu já estaria anos for a do mercado de trabalho e com certeza não encontraria um emprego legal (pelo menos não tão cedo), será que eu iria me arrepender??!!

 

Enquanto eu não decido se caso ou compro uma bicicleta eu vou levando … lutando contra a vontade de jogar tudo pro alto e tentando me adaptar de vez ao novo emprego e à nova função (nem falo o quão difícil está sendo aceitar as minhas novas funções tendo que jogar com os meus pontos mais fracos ao invés de só com meus pontos fortes … mas enfim, se chefe acha que eu deva fazer A ao invés de B, eu tento!).

 

Sorry pelo post chatinho mas hj eu tô assim … saudade maior que o mundo da minha outra vida. Saudade de morar perto da praia, saudade de morar perto dos meus amigos, saudades da Gilcilene …

Anúncios

3 comentários sobre “Kind of down

  1. oie,deixei um selinho pra vc no meu blog,passa lá
    bj

  2. Oi Fee,

    Entendo bem o que vc estah sentindo. Amo sair para trabalhar, mas aquela fome de “ser” e de “ter” aquele empregao com tudo o que tem direito meio que passou. Por exemplo, hoje nevou, Londres parou e eu poderia ter ido trabalhar, mas decidi nao ir, por que decidi que ficar com a Victoria e ver a carinha dela qdo ela brincava na neve pela primeira vez era mil vezes mais importante. Antigamente eu nao pensaria 2 vezes e enfrentaria tornados e furacoes para ir trabalhar he, he.

    Por que vc nao tenta tirar ferias como vc disse? Sera que nao da para vc tirar uns diazinhos (antes de viajar para o Brasa) e ficar em casa, fazendo tudo o que tiver vontade?

    bjs

  3. Fee, talvez alguns dias ou férias te façam bem. Aqui na Holanda por causa do tempo muita gente andou deprimida. Pode ser que o tempo tenha ajudado vc a ficar assim… todo mundo acaba tendo ups and downs quando se mora fora. É difícil explicar prá quem nunca viveu fora, e claro se tendo filho ainda é mais complicado… só espero que vc melhore logo e se sinta melhor. Vc já superou tanta coisa, garanto que vai superar mais essa. Beijão e se precisar estamos aqui…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s