Cabelo, cabeleira

Na época que eu cortei meu cabelo eu não tinha blog, então deixa eu explicar a história rapidinho.

Qd eu era pequena eu era gordinha e bochechuda. Na adolescência eu era ou magra ou magrela (depende da época), mas as bochechas continuaram. Na gravidez eu fiquei igual ao Kiko, mas eu gosto de ignorar isso.

Hoje em dia alguns dizem que é trauma meu, mas eu me acho bochechuda. E exatamente pq sempre me achei bochechuda, eu nunca quis cortar meu cabelo curto. Aos dez anos fiz um corte chanel que me deixou uma bolinha. Depois disso resolvi que nunca mais cortaria o cabelo, e assim o fiz, por outros 13 anos.
No começo de 2008 comecei a me irritar com meu cabelo. Estava de saco cheio do mesmo corte, do mesmo caimento, da mesma cara … mas Mick ficava me colocando medo dizendo que eu ia me arrepender e talz (ele gosta de cabelo grande) e minha mãe me relembrando dos meus dias de Kiko.
Num belo dia em Janeiro do ano passado Mick estava em casa com a garganta estourada e sem poder falar. Aproveitei minha chance e cortei 25cm (sim, 25cm!!) do meu cabelo durante o horário de almoço.

Voltei pro escritório e quase enfartei metade das pessoas. Cheguei em casa e Mick não podia falar mas ficou me escrevendo recadinhos dizendo “what the hell???” repetidamente.

No final eu gostei, Mick gostou o suficiente e eu estava feliz. Continuei cortando o cabelo curto durante o ano inteiro.

Só que agora estou de saco cheio de novo e vou deixar crescer (um belo dia vi uma foto minha e não consegui tirar os olhos das minhas bochechas de esquilo!!!!).

Mas pq é que ninguém me avisou que se eu resolvesse deixar o cabelo crescer eu ia passar por fases tão … uhm … unflattering??!!

Minha cabeça parece um abajur!!!

Meu cabelo está quase no meu ombro e começa a fazer uma curvinha ridícula pra cima, me fazendo parecer uma daquelas mini bonequinhas de plástico que vc encaixa o cabelo, tb de plástico … acho que o nome é Polly!

O pior é que nem dá pra fazer um rabo de cavalo … rabo de cavalo tb é querer de mais, né?! No máximo, o que eu posso fazer é um rabo de ovelha, mas nem isso dá pq o meu cabelo foi cortado em camadas e, se eu prendo, em menos de um minuto parece que eu saí de um pula-pula. Metade do cabelo solto, outra metade presa.

Fico pensando em colocar aplique qd for pro Brasil, mas eu tenho cabelo pra caramba … teria que desperdiçar horas de praia pra ficar sentada no salão colando mechas de cabelo na minha cabeça. Melhor não … vamos ter fé que a fase abajur passe logo e que nenhuma outra fase doida apareça no meu futuro.

Anúncios

4 comentários sobre “Cabelo, cabeleira

  1. Oi Fe, aqui e a Ju de Hamburgo… sabe que eu nunca escrevi e nem nunca fui de ler blogs… sempre achei meio “pra que ficar escrevendo para o povo ler, nao faz sentido…” mas sabe que desde que eu te encontrei aqui, comecei por curiosidade a ler o seu blog… e o pior… CONTINUO LENDO!!! Me divirto pacas com os seus comentarios… beijos pra vc e bom resto de semana!!!

  2. Ah eu amo cortar o cabelo…..e o seu ficou lindo, me lembro!
    Ai Fe, me amto de rir com vc!
    Agora toda vez que eu ver uma Polly da Laura vou lembrar de vc….e ela tem muitas! Sinta-se “lembrada” todos os dias! Bjs

  3. ai, estou aqui rolando de rir, fase abajur foi boa…

    bjs

  4. meu cabelo tbem faz essa curva, q eu chamo de “efeito bozo”,rs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s