Decisões

Vamos para o Efteling.
Decidimos ontem a noite, mas bem fiquei tentada com o parque da Looney Tunes na Alemanha!! Próximo final de semana que eu quiser passear assim, vamos lá com certeza! Obrigada pela dica Mari!! Eu sei que eu sempre posso contar contigo para dicas legais de viagem!
Não vamos ficar no hotel (eu queria ficar no quarto da Cinderella) pq temos um brunch pra ir no sábado, então prefiro dormir em casa.
Londres vai ficar pra próxima mesmo.

Ontem saí pra almoçar com o Mick e conversamos muito sobre filh@ #2.
O meu medo de engravidar não é pq eu acho que não vou poder sair, o meu medo é o oposto: eu sei que, se eu quiser sair/viajar, eu vou fazê-lo com ou sem baby #2!
Foi assim com a Rafa e eu me conheço demais para me dar tanto crédito ao ponto de acreditar que eu sou um ser tão ‘unselfish’. Quando a Rafa tinha 7 meses, eu tinha 22 anos e tive uma pequena, mas devastadora, crise de personalidade. Eu queria, aos 22 anos, curtir a vida que se curte aos 22. Queria ir para a balada, queria poder encher a cara uma vez ou outra, queria a liberdade que eu nunca tive (pensem que eu casei aos 18 e adaptei a minha vida à vida do Mick completamente, só que Mick é bem mais calmo do que eu e não sente a necessidade de estar sempre fora de casa ou se reunindo com amigos).
O que me deprimiu muito foi pensar que eu não podia fazer nada do que eu queria pq eu era mãe, que minha vida “normal” tinha acabado pq eu tinha tido a Rafa. Pensava que, da mesma forma que eu tinha detonado meu corpo, eu tinha acabado com uma vida que eu nunca tinha vivido. Tive vários ataques de pânico (não literalmente, mas eu vivia em conflito comigo mesma e ‘in the edge’ de um pequeno desespero). Eu nunca culpei a Rafa e nem a ressenti, eu me culpava por não sido inteligente o suficiente ao pensar em toooodos os aspectos antes de decidir engravidar.
Eu sempre acreditei que vc só faz alguém feliz quando está feliz consigo mesma e foi isso que eu usei como desculpa para poder sair e curtir. Foram milhares de happy hours até tarde com o povo do escritório, vários shows com as meninas, viagens pra Vix para poder ir em micaretas, micaretas em SP mesmo e por aí vai.
Isso só acabou no dia que eu mudei pra Bélgica e foi quando eu percebi o impacto disso no meu casamento (eu saía, Mick ficava com Rafetes em casa jogando os jogos dele no pc). Trabalhamos nisso e depois de uns bons meses, as coisas estavam melhores.
No final do ano passado (eu sou uma pessoa devagar!) eu me toquei do quanto tinha perdido da minha filha! Não acredito que ela tenha sentido a minha ausência durantes tantas noites, mas EU perdi de buscá-la na creche e saber o que estava acontecendo, perdi de colocá-la pra dormir várias vezes e mais um monte de coisas que vieram me doer 2 anos mais tarde! Também não acho que minha ligação com a Rafa seja mais fraca por causa disso, mas eu sinceramente me sinto culpada.
E esse é o meu medo! Eu tô curtindo viagens e, se por causa de um bebê, eu tiver que parar com tudo, eu vou entrar no mesmo ciclo e vou resolver fazer minhas próprias coisas separadamente (pq alguém tem que ficar em casa para cuidar das crianças) e isso vai me custar mais coisas que eu não vou querer enxergar no momento. Eu sou uma pessoa bem selfish de vez em quando. (como que se fala selfish em português????)
Eu expliquei isso pra Mick e ele me propôs que eu viaje agora. Que eu vá pra Inglaterra bastante até eu enjoar da cara da Inglaterra. Que ambos tiremos um findi para ir em Roma e outro para Madri. Que combinemos o passeio à Portugal com um passeio ao litoral português (e a Rafa pode ir junto). Mas o mais importante é que eu combine com as minhas amigas de passar finais de semana girls-only na Inglaterra (tô começando a achar que Mick tá de implicância com Londres pq ele ficou me mandando pra lá sozinha –sem ele!).
E é isso que eu vou fazer … vou procurar amigas que topem um final de semana por aí (pelo menos 1 vez por mês) e quando chegar agosto podemos discutir isso de novo.

Meninas que me perguntaram sobre o carrinho … como eu disse, eu mimei a Rafa pra ficar no colo, e isso não é exagero. Ela até fica no carrinho, mas quando se enche, ela pede colo (pq ela é preguiçosa pra andar sem algo muito interessante – leia-se: brinquedos ou parquinhos). E tb a Rafa só tem daquele carrinho de sentar (o grande dela eu já dei pra uma amiga pq achei que não ia precisar) e eu fico morrendo de pena quando ela dorme no carrinho pq não dá pra deitar, mas não quero comprar um novo e grande pq eu não vou usar por muito mais tempo eu acho (a não ser que eu engravide).
Portanto, Rafa pede colo e enche o saco pra ganhar colo, no final eu sempre dou o colo … e isso ensina à Rafa que quanto mais irritante ela for, mais rápido eu faço essa vontade dela.
Meninas sem baby: NUNCA sigam o meu exemplo pq em três anos vcs vão estar carregando 14 kilos nos braços aonde quer que forem *rs.

Anúncios

5 comentários sobre “Decisões

  1. Não fique preocupada não, estas dúvidas aparecem em qualquer idade. Eu também quero o 2 filho, mas nem os pais dele temos perto para ajudar, então estou literalmente sozinha nisso e com um marido que viaja muito e para piorar já estou com 39 anos, ou seja, a decisão tem que ser rápida.
    Mas se eu pensar muito eu sei que não engravido e não terei o prazer e todos as preocupações de um outro filho.
    O legal é que seu marido está te apoiando em qualquer decisão, amém.
    bjks

  2. Olha, nao tenho filhos e nao pretendo ter ainda tao cedo.. (ja tenho 29, imagina!) mas acho q, por um lado, vc esta certissima! Essa noia de que sua filha vai sentir isso ou aquilo, nao rola. Parece meio egoista (o ‘selfish’ q vc queria saber), mas se vc nao tiver bem com vc mesma, vai passar, mesmo q indiretamente, sua insatisfacao pra sua filha e seu marido.

    Eu, ouvi muito da minha mae o qto ela deixou de fazer coisas por mim e essa e a pior chantagem, sabe? uma meda, literalmente…. entao, tente achar o meio termo entre fazer suas coisas, para q nao se arrependa depois e seu papel de mae e mulher.

    Aproveite o fato q seu marido eh estrangeiro e, provavelmente, menos machista que os brasileiros aqui ,e divida as tarefas de sua vida com ele. Desde qdo so nos temos q criar filho e cuidar de casa????? nao existe isso!

    Eu tava juntada com um holandes e mesmo q a relacao nao tenha ido adiante, as tarefas eram bem dividas. e eu nao abria mao disso!

    nao sei te ajudou minha opiniao, mas…. leio seu blog ha pouco tempo e fiquei impressionada com seu jeito responsavel, apesar de tao nova. 😉 me acho precoce, mas vc me barrou muito! hahahahha

  3. selfish em portugues eh egoista 🙂

    A melhor coisa que vc fez foi sentar com o Mick para conversar seriamente sobre isso, afinal das contas os 2 tem que estar de acordo senao nao funciona e mais legal ainda foi ele falar: Vai para a Inglaterra ateh cansar ha, ha, ha, otimo!

    Aproveite seus findis com as amigas e aproveite as viagens com a familia, assim vc vai ter certeza que nao perdeu nada e nao vai se arrepender de nada do que fez ou nao fez.

    bjs

  4. Fee, que bom que conversaram e entraram em um acordo. Sabe que engraçado, hoje no aeroporto comprei a revista Cláudia e tinha uma reportagem que dizia: Quando bate o relógio biológico deles! Uma pena não ter encontrado na net senão te mandava. Sabe que a minha sorte nesse caso é eu e o Barry termos quase a mesma idade e gostamos de quase as mesmas coisas: viajar, ficar em casa vendo filme, já curtimos discotecas mas agora nem tanto, adoramos shows etc. por isso aqui em casa não há muitos dilemas no que se diz respeito a filho e outras coisas.
    Quanto ao parque, vcs vão adorar!! Tenta comprar os ingressos pela a net pois se não me engano da última vez que fui era bem mais barato. E não deixe de levar a Rafa no “Carnaval Festival”, ela vai amar!! Beijão

  5. Eu ainda estou totalmente “selfish” amiga 🙂

    Mas confesso que tem umas 2 semanas que esse assunto vem e vai da minha cabeça…Então, quem sabe ano que vem….rsrsrsr
    Bjokas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s