Festas no escritório

Aniversários na Bélgica não são muito diferentes de aniversários no Brasil (exceto por aniversários de criança), geralmente o pessoal sai para beber, jantar, dançar e por aí vai.
Como meu aniversário cai no inverno, eu prefiro fazer algo em casa … o que é menos comum, mas não é estranho (aaahhhh, só não tem bolo para cantar parabéns. E muito menos velas pra assoprar!).
A única diferença que eu vi aqui foi quanto às comemorações de aniversário nos escritórios.
No Brasil eu só trabalhei durante um ano, então fica fazer uma comparação, mas no escritório onde trabalhava, sempre que era aniversário de alguém, rolava um email para todo mundo perguntando quem é que queria participar de uma vaquinha para comprar presentes. No dia do seu aniversário vc ganhava um cartão assinado com o nome daquelas pessoas e o(s) presente(s) (– no dia do meu níver, minha amiga que comprou os meus presentes não sabia que ia rolar uma mini pressão para que eu abrisse todos dentro do escritório … só digo que abrir um pacote com um conjunto de lingerie vermelho de cetim não foi exatamente um dos meus momentos favoritos na empresa). Depois disso as comemorações meio que acabavam até dar a hora do happy hour.

Aqui na Bélgica o esquema é mais ou menos o mesmo.
A cada aniversário alguém manda um email para todo mundo avisando da vaquinha e até quando o dinheiro tem que ser entregue. Nesse email o pessoa que enviou também já avisa o que pretende comprar.
Em 99.9% dos casos o presente vai ser um vale-compras, mas nada impessoal. Rola uma pesquisa básica para saber o que você quer ou precisa (eu ganhei vale-compras do shopping em Wijnegem pq eu meio que sou a pessoa mais consumista do escritório; um colega que faz aniversário hoje ganhou um vale-compras de uma loja de artigos esportivos pq ele havia comentado que ia comprar uma bicicleta nova).
A diferença é que aqui você não só ganha, mas também tem que dar algo em troca.
No dia do seu níver vc *tem* que trazer alguma guloseima. Obviamente a escolha é sua, pode ser um bolo feito em casa, uma torta da padaria, os famosos koffiekoeken, doces, chips, etc …
Eu acho meio injusto vc ter que preparar algo (mesmo que seja ir na padaria) quando o aniversário é seu e vc não devia estar fazendo nada, mas tenho minhas suspeitas que sou a única que enxerga a injustiça nessa equação.

Outra coisa que ainda me choca é a obrigatoriedade de trazer algo para os outros colegas … é claro que vc pode esquecer e dizer que vai trazer no outro dia, mas é de bom tom que mande um email logo cedo explicando a situação.
No ano passado eu não tinha trazido nada pq queria comprar uma torta numa padaria famosa aqui perto. E, como eu iria estar com a torta aqui às 12:30, não achei que deveria mandar um email avisando … ahã.
Eu devo ter recebido umas 4 mensagens no Skype de colegas dizendo para eu me explicar logo pq ia “pegar mal com os colegas mais sensíveis”.

Eu ainda não posso dizer que todo belga é assim (doido!) pq no meu outro trabalho eu nunca deixei de levar algo cedinho, então nunca escutei reclamações/comentários (e eu nem pergunto pra Mick pq ele é a pessoa mais desligada do mundo pra isso e, mesmo que reclamem, ele vai ignorar), mas para evitar de hoje em diante eu sempre irei me explicar.

E vcs, como é a comemoração de aniversários nos escritórios onde vcs trabalham?

Anúncios

9 comentários sobre “Festas no escritório

  1. Como assim? O aniversariante tem q levar guloseima? Mas é o fim! rsrsrsrs

    To rindo de vc chamar os belgas de doidos! Ás vezes eu penso as mesmas coisas dos franceses. 😛

    bjos

  2. Quando o escritório onde trabalho era relativamente pequeno ia de cada um de levar um bolo quando algum colega fazia aniversário. Agora que estamos bem maior eles estabeleceram um “comite”que organiza as celebrações de todos os aniversários do mês de uma só vez, e cada vez o tema varia: em novembro teve competição de enfeite das mini-abóboras por causa do Halloween, e por aí vai. Tb rola cartão para assinar, mas nada obrigatório (depende dos colegas se lembrarem). Acho o fim este negócio de fazer vaquinha o tempo todo…e mais ainda vc ter que levar algo no SEU aniversário e ser cobrada por isso!!! Ah, minha chefe sempre me convida para um almoço no meu restaurante de preferência 🙂 Minha teoria é que frio demais afeta estes belgas (agora mesmo estamos em uma batalha para não voltar a morar aí – fiquei traumatizada, afeeeeeee). Bjs

  3. Eu também acho um absurdo levar ou pagar alguma coisa no dia do meu aniversário. E se belga é sensível? E como!!!! Eu odeio ter que me explicar porque fiz isso ou aquilo , ou deixei de fazer, com o tempo já até acostumei a me “explicar” mais , mas acho tudo um saco, e acredite quanto mais aqui ao norte, West-Vlaanderen, mais chato são os belgas!! Queria fazer uma pergunta meio pessoal, você tem algum diploma belga ou de universidade Brasileira? Foi fácil aceitar aqui?

    • Ei Carolina. Eu sou sim formada numa universidade brasileira. Me formei em Relações Internacionais na UVV em Vila Velha/ES. Mas logo depois que me formei tive a Rafa e mudamos para SP. Em SP eu recebi um convite de uma empresa de transporte marítimo e fui trabalhar com eles. Quando ficamos sabendo que tínhamos que voltar para a Bélgica, o presidente dessa empresa na América do Sul (que ficava no escritório de SP) pediu para eu continuar na empresa, do escritório da Antuérpia. Ou seja, eu vim pra cá com emprego garantido. Quando eu troquei de emprego, foi novamente um convite de uma empresa que era cliente minha. Por isso eu nunca nem procurei saber como fazer para validar meu diploma aqui. Mas eu já ouvi falar que são pouquíssimas as universidades brasileiras que tem o seu diploma aceito pela Bélgica. Vou pesquisar mais e faço um post 😉

  4. Carolina, respondendo a sua pergunta (me desculpe, sei que vc perguntou para a Fernanda), tudo depende do seu diploma. Conheci alguns brasileiros na área de engenharia trabalhando aí sem problemas. Já o diploma de Direito (como o meu) é praticamente impossível validar. Ouvi falar que teria que refazer pelo menos 2 anos da faculdade de Dto na Bélgica para poder trabalhar como advogada por aí. Do outro lado, para entrar na facul e fazer uma especialização (ou mestrado) eles são menos chatos na Bélgica que na França. Medicina e afins tb é muito difícil conseguir validar.
    Conseguir um emprego na Bélgica para mim foi um calvário – uma das razões é que falo “apenas” 4 línguas, mas não o néerlandes (morava em Bruxelas, onde 85% da população é francofonica!). Nos EUA consegui um excelente emprego na primeira entrevista e para validar meu diploma basta um mestrado em dto em uma universidade americana. Depois disso estarei qualificada até para tentar o BAR exam (tipo a nossa OAB). Dá para imaginar o porque eu só tenho pesadelos com a Bélgica e passo por aí apenas para as visitas obrigatórias aos sogros/família do marido – muito de vez em quando! Bjs

  5. Comentando mais uma vez :), eu deixei meu curso Universitário no Brasil justamente sabendo que seriam poucos os diplomas reconhecidos aqui e estou no momento tentando fazer cursos profissionalisantes, e acreditem mesmo para ser “aceita” no curso é preciso falar o nerdelands, ter noções de Francês e Inglês.Então moro a quase 3 anos aqui e meu calvário tb já tem história pra contar hehe, mas ainda tenho esperança de encontrar um emprego legal. Mas, se já não bastasse a dificuldade da língua, aqui em West-Vlaanderen o mercado é restrito, a maioria são micro-empresas, ou seja, a não ser que eles precisem de um nativo em língua portuguesa, minhas chances aqui são difíceis.

  6. Aqui na Espanha é absolutamente igual. O aniversariante leva guloseimas, tanto doces como salgados, normalmente um bolo e sacos de chips, doritos, etc. E os colegas fazem a vaquinha.

  7. Eu concordo com a ideia do aniversariante providenciar as guloseimas. Eu detesto festa no Brasil quando alguem da uma festa e te convidam pedindo para voce levar o que voce for beber ou comer, eh uma falta de educacao tremenda. Sempre alguem que nao leva nada e as vezes as festas ficam um vexame porque nao tem comida e bebida suficientes. Ja vi este tipo de festa em outros paises, mas acho que no Brasil eh mais frequente.

    • Eu não sou completamente contra isso de o aniversariante levar os comes e bebes, mas não acho legal vc ser OBRIGADO a ter tudo prontinho às 08:30 da manhã.
      Também não acharia justo pedir que meus colegas providenciassem tudo, mas tipo, pq não sairmos todos para almoçar comemorando o aniversário de fulano?! Fulano pode pagar uma rodada de bebidas e ia ficar todo mundo feliz do mesmo jeito, sem estressar o aniversariante que gostaria muuuuuuito de acordar 5 minutinhos mais tarde naquele dia :o)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s