Conhecendo a Bélgica – Cartão de nascimento / Geboortekaartjes

Como a Bélgica é praticamente dividida em três micro-países distintos, não é tudo que eu posso dizer ser uma tradição BELGA. Muitas tradições flamengas (parte que fala neerlandês) não são iguais na região da Valônia (parte que fala francês), assim como não são reproduzidas na região de Ardennes (parte que faz fronteira com Suiça – eles falam francês e alemão). No entanto, uma das tradições que realmente é reproduzida país à fora é uma relacionada ao nascimento de uma criança.
TODO nascimento na família é anunciado por meio de um cartão personalizado (pra falar a verdade belga ama ter desculpa pra mandar cartão, nunca vi!), como esses:

(Fonte: FOTOLUCAS – que é onde encomendamos o nosso.)

Como a Rafa nasceu no Brasil na época que morávamos lá, não enviei cartão anunciando o nascimento dela – foi por email – e não tenho exemplo pra mostrar. Esse abaixo é de um amigo nosso:

Esse é um costume que eu adoro (mesma coisa com os cartões personalizados que vc manda no natal com foto das crianças da família ou com a família inteira), mas tem um pequeno detalhe que me custou bastante tempo para achar “normal”: a parte mendiga do cartão.
Além das informações básicas (nome da criança, peso, tamanho, padrinho, em qual hospital vcs estão e o endereço de casa), os cartões exibem sua conta bancária e/ou as informações da loja onde você deixou sua lista de presentes.

Tipo, você não manda esse cartão só para os mais chegados, você manda esse cartão para TODO mundo (amigos, conhecidos, povo do trabalho, vizinho, vizinho da mãe, etc etc etc) e ninguém é obrigado a te dar presente ou fazer depósito na sua conta, mas eu achava (ainda acho, um pouquinho) o cúmulo você mandar um cartão praticamente pedindo presente!!!!!
Quando eu comentei no trabalho que eu não queria colocar minha conta bancária e/ou lista de presentes no cartão ficou todo mundo me olhando com a mesma expressão que olhariam se eu tivesse anunciado que estava indo fazer uma excursão em Marte no ano que vem.

Ahhhh, outra coisa que eu achava estranha no jeito belga de ser é que o cartão te avisa quando você é bem vindo para visitar a mãe e o bebê. Geralmente esses cartões são enviados no dia do nascimento, ou no dia depois logo pela manhã, e muita gente não gosta de receber visita no primeiro dia de hospital (eu tb não quero), então o cartão diz que você pode ir visitar no hospital a partir do dia X. E, se for visitar em casa (aqui se fica uma média de 4 dias no hospital), tem os telefones dos pais no cartão para você marcar a visita e já uma indicação de qual horário é mais apropriado (essa coisa de horário não tem em todos os cartões, mas tb não é raro se encontrar um assim).
Ontem estava conversando com meu pai no Skype e disse que no dia que ganhar bebê, eu não quero visita. Quero limitar tudo em Mick + Rafa, mamãe (que vem ficar 1 mês aqui) e sogra + sogro. No outro dia pode virar oba-oba, mas no dia eu quero um pouco de paz. A reação de papai foi a esperada “e como que você vai ficar regulando visita menina?!”. Eu disse que era só eu avisar que não queria visita. Vocês fazem idéia da cara de horrorizado dele???
Acredito que no Brasil muitas pessoas se sentiriam ofendidas se você falasse que não queria visita logo no primeiro dia, aqui é comum você ser sincero sobre quando quer ou não quer ser visitado e as pessoas não levam isso à mal (no entanto, acho que se alguém falasse que não quer visita durante o primeiro mês, as coisas seriam diferentes).

No final das contas, além de eu amar a idéia de cartão personalizado, eu acho super prático você anunciar o nascimento do seu filho dessa forma. E sim, eu fico super sem graça de inserir a parte mendiga no cartão, mas é muito prático você saber exatamente onde pode comprar um presente pra aquela pessoa.

Eu ia aproveitar esse post pra falar sobre a tradição das lembrancinhas, mas o post já está grande. Vamos deixar pro próximo.

Anúncios

4 comentários sobre “Conhecendo a Bélgica – Cartão de nascimento / Geboortekaartjes

  1. Que bom que voltou!!!Adoooooro seu blog!!! Acho que te acompanho desde 2004 ou 2005.rsrsrsrs…já tem um tempinho que somos “amigas” virtuais! bjooo

  2. Esta história da conta bancária eu nunca me acostumei, acho um absurdo!! Ah, e na família do meu marido o pessoal prefere receber visitas no hospital, e ficam lá tipo uma semana!!! Outro hábito que sempre achei bizarro é a bebeção de champagne e vinho no quarto enquanto a mãe está com o baby. Bjs e tudo de bom nesta reta final!

  3. kkkkkkkk…Fico pensando se fizéssemos isso aqui no BRASIL ( Enviar conta bancária em um cartão de nascimento)….Poderia nadar em um mar de criticas…rs…Bjo amiga…

    • Nossa, se você fizesse isso no Brasil, você seria crucificado!!
      O mais engraçado é que todo mundo te dá presente e, muita gente preferiria poder dar o dinheiro para não ter que ir na loja, mas PEDIR dinheiro vai completamente contra todos os costumes … mesmo que você prefira que a pessoa peça o dinheiro abertamente heheheheh.
      Bjsss lindona

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s