Indo para Londres

Estamos indo para Londres no final de semana.
É bem verdade que eu estou menos empolgada dessa vez em comparação com as viagens anteriores, mas isso é pq eu ainda estou “cansada” da viagem para o Brasil (eu nem terminei de lavar e passar todas as roupas ainda!!!!).
A vantagem é que eu SEI que vou me divertir bastante e SEI que vou voltar de lá com vontade de arrumar as malas de vez e mudar para o outro lado do Canal da Mancha.

Quando voltarmos de viagem, eu publico nosso roteiro certinho e digo o que deu certo e o que não deu.
Enquanto isso dá para eu falar sobre *como* vamos para Londres (já falei um pouco sobre isso aqui).

Pela terceira vez vamos para Londres de carro e o motivo é bem simples: redução de custos.
Eu quero/gosto de ir várias vezes ao ano para Londres (ou para o Reino Unido em geral), mas obviamente essa minha obsessão por Londres não é vista com bons olhos pelo marido. Então nós concordamos, há uns meses, que iríamos passear pela Inglaterra desde que tudo fosse low cost.
A primeira modificação nas viagens foi o meio de transporte.
Da primeira vez que fomos para Londres nós fomos com a Eurostar (trem) de Bruxelas até a estação de St. Pancras. São 2h20min de viagem.
Quando fomos pela segunda vez, a passagem de trem sairia em torno de 650 euros para mim, Mick e Rafa (eu tentei comprar a passagem 2 semanas antes da data que queria viajar).
Quando eu falei isso para Mick, ele vetou a viagem na hora (afinal de contas, seria um final de semana “normal” que estaria saindo por pouco menos que 1000 euros). Depois ele me ligou no escritório dizendo que podíamos ir de carro.
Eu não queria ir de carro pq sei lá … achava meio arriscado demais (eles dirigem do lado errado!!!), mas como era o único meio de irmos … eu topei.
A viagem foi assim:
Antuérpia – Callais = 203 km (+/- 2h45min)
Callais – Dover (de ferry) = 1h30min
Dover – Londres = 123 km (+/- 1h40min)

Fizemos a reserva em uma ferry da P&O (120 euros por carro) e saímos daqui na sexta-feira depois do trabalho.
Antes de chegarmos na fronteira com a França abastecemos o carro (tanque cheio / diesel = euro 60) e fomos para Londres (nosso hotel ficava bem perto do Big Ben).
Quando chegamos na Bélgica novamente, re-abastecemos o carro mas o tanque não estava nem perto da reserva ainda.
Total = euro 240 (se eu contar dois tanques de combustível).

Dessa vez decidimos ir em Janeiro, ou seja, tempo o suficiente para comprar passagens de trem antecipadas.
Se eu quisesse ir de trem, conseguiríamos passagens para o final de semana de páscoa à 100 euros por pessoa (comprando na primeira semana do ano), mas mesmo assim para nós não vale a pena (nós não pagamos combustível pq Mick tem um cartão para abastecer da empresa onde ele trabalha).
No começo de janeiro a ferry tb estava custando 34 euros por carro (ida e volta), mas acabamos comprando só quando voltamos do Brasil (pq eu fiquei enrolando) e pagamos 64 euros por carro (ida e volta).

No final das contas, agora que eu já me acostumei a viajar de carro, acho até melhor.
Mas se fosse sozinha para Londres e pudesse comprar a passagem com antecedência, escolheria ir de trem. Simplesmente pq eu morreria se tivesse que dirigir na faixa da esquerda.
E em relação à custo, se vc tem que comprar mais do que uma passagem de trem (eu diria, a partir de três passagens) é sim uma grande vantagem ir de carro.

Ao meu ver, os principais pontos positivos de se viajar de carro são:
1 – vc pode levar o quanto de bagagem quiser;
2 – pode ir e voltar quando bem entender (a P&O, por exemplo, tem uma ferry saindo a cada 30 minutos então é fácil eles te alocarem em uma ferry onde vc não tenha reserva caso chegue mais cedo ou mais tarde no terminal … o que não acontece com os trens);
3 – nosso carro é espaçoso, então é bem mais confortável viajar de carro do que trem;
4 – dá para fazer paradas no meio do caminho para visitar outros lugares (ex.: Dover)
5 – a experiência de atravesar o Canel de ferry é BEM legal. Os White Cliffs rendem fotos bem legais. E eu achei o máximo que, em um dia claro, a França é visível a partir da costa inglesa!
6 – na ferry vc encontra alguns cafés que servem de tudo. Eu adoro sentar em uma das mesinhas perto da “janela” da ferry tomando café e comendo muffind e blueberry.

Pontos negativos:
1 – a viagem é bem mais longa;
2 – estacionamento em Londres é caro e difícil de achar (principalmente se vc é turista e não está nada acostumado a ficar dirigindo pela faixa da esquerda). A vantagem é que vc sempre encontra hotéis com estacionamento … mas atenção pq muitos deles são pagos. Nós já chegamos a pagar 30 libras em um estacionamento de hotel em Londres só pq o carro ficou lá durante a noite!
3 – dirigir na faixa da esquerda exige bastante atenção e sangue frio. Eu me desespero assim que vejo um ônibus double decker praticamente em linha de colisão com o meu carro;
4 – esse não é um ponto negativo em si, mas enfim … TEM que ter um navegador no carro (GPS). Não tentem se encontrar em Londres com um mapinha de papel pq, acredite em mim, não é tão simples quando as faixas estão trocadas.
5 – Londres tem um pedágio chamado London Congestion Charge, vc paga esse pedágio antes de entrar na área central de Londres. Nos finais de semana esse pedágio não é aplicado, então eu não sei bem como funciona. Mas vale uma pesquisa para quem quer entrar em Londres no meio da semana entre 7am e 6pm. O pedágio não é alto no entanto, custa 8 libras por carro.
6 – por algum milagre oculto do universo eu não fico enjoada, mas Mick fica. Lembrem-se: ferry é um barco, barco balança (principalmente em dias de chuva quando o mar está agitado), portanto um remédio contra enjôo é sempre uma boa pedida. Outra dica: não precisa ficar DENTRO da ferry, dá pra sair e ficar no “terraço”, isso ajuda bastante quando vc está enjoado (Mick tem experiência de ficar embaixo de chuva, num frio 5°c, no terraço da ferry para o enjôo passar).

E é isso … para o Mick a pior parte é dirigir DENTRO de Londres, mas eu acho que ele fica até super tranquilo dentro do carro (não é, Mi?).
E, sendo quem eu sou, eu prefiro a ferry pq tem lojinha de maquiagem!!!

Anúncios

12 comentários sobre “Indo para Londres

  1. Quer dizer que vcs circulam dentro de Londres de carro? Aí é complicado mesmo! Quando morei em Southampton e íamos para Londres nos findis (1h30 de viagem), deixávamos o carro estacionado perto de uma estação de metro e só pegávamos o carro para voltar para casa de novo. Um lugar muitíssimo legal para visitar se for de carro e der tempo é o Leeds Castle, maravilhoso! E em Londres tem a feira de Notting Hill no sábado que é o máximo, se vc ainda não foi. Eu achei dirigir do lado esquerdo com carro “normal” muito mais lógico do que dirigir na Bélgica, onde aquelas prioridades de dta nunca fizeram nenhum sentido para mim. Se passar pela Borders compre um livrinho com todas as tuas de Londres, ajuda muito a não se perder. Londres é realmente tudibom na vida, enjoy it! Bisous

    • Então, da primeira vez que fomos também tínhamos planejado estacionar fora de Londres e pegar o trem. Mas chegamos MUITO tarde, então entramos em Londres.
      No outro dia tivemos que trocar de hotéis e esse outro hotel (perto da Tower Bridge) oferecia estacionamento grátis, então não fazia muito sentido, sair de Londres para estacionar e pegar um trem de volta.
      Thanks pela dica de Notting Hill!! Vou pesquisar como chega lá e talz e incluir no roteiro de sábado!!!
      E o castelo de Leeds eu vou deixar para a próxima … mas já muito me interessei!!!!
      bjs

  2. livrinho com todas as Ruas de Londres, sorry!

  3. Nós quando vamos a Londres tb estacionamos na estaçao fora de Londres (normalmente Epping). Eu dirigo em varios lugares (qualquer lugar na Inglaterra, tb Lyon e Munich), mas Londres é um caso a parte. Nao gosto mesmo, muito confuso e caro. Mas quando vc decidir vir para o Norte nos avise e a gente marca um encontro, quem sabe até um churrasco britanico no verao que esta ai começando…
    Abraços
    Nanci
    xxx

  4. Sabe que eu aprendi a dirigir aqui na Inglaterra ha 14 anos atraz e hj em dia nao sei mais dirigir no Brasil!! hahaha

    Se quiser ir para windsor e legoland eu estou ha 30′ de la!

    xx

    • Ahh, mas eu tb tenho sérios problemas para dirigir no Brasil.
      É claro que não é como no seu caso, que há 14 anos dirige “do lado errado” hahahaha.
      O que complica minha vida de motorista no Brasil são as regras de trânsito. Eu vivo parando nas faixas de pedestre para deixar o povo atravessar, sempre dou prioridade para quem está vindo de ruas à sua direita, e NUNCA ultrapasso carro nenhum pela faixa da direita e essas coisas que a gente aprende aqui. Minha família inteira acha extremamente arriscado deixar eu dirigir o carro deles hehehehe.

  5. Sabe que eu eu tb nao gosto e nao dirijo no Brasil. Fico com medo de atropelar alguem e ate mesmo bater o carro. Ja estou na Inglaterra ha 10 aninhos e dirigindo do outro lado da rua e seguindo as regras, isso nao funciona no Brasil. Minha familia ate deixa eu dirigir mas eu sou medrosa até porque depois de um trauma de sequestro relampago em SP, ainda vai demorar para eu me sentir confiante ao volante por la. Mas como disse antes aqui eu dirijo sozinha, a noite e para qualquer lugar. Se eu mudasse para o Brasil teria que fazer terapia.

  6. Fee, nunca me arrisquei a dirigi na Inglaterra mas o Barry já. Quando estamos em Londres e temos que ir ao centro nunca vamos de carro, mesmo nosso amigo morando em Londres (ele nunca dirigi no centro da cidade). Fazemos nossos passeios pelos arredores de carro mas dentro de Londres é tudo de mêtro. Sai bem mais barato. Vocês vão curtir muito o feriado, vou torcer pro tempo estar ótimo. Ahh, eu nunca fui de ferry prá Londres, fomos algumas vezes de Charleroi com Ryanair (custa uma mixaria sair de lá) e na maioria das vezes fomos de Easyjet ou KLM por AMS. Se der tira umas fotos no ferry, ia ser legal “conhecer”através de vocês. Beijão

    • Ei Mari,
      Nós tb não ficamos rodando em Londres de carro, só de trem e ônibus (na verdade, 99% do tempo preferimos andar, mesmo que seja tudo bem longe)
      O carro é só para ir até o hotel e pronto, lá ele fica estacionado o tempo todo.
      Eu sei que existem passagens bem baratas para Londres, mas no nosso caso não vale a pena pq só pagamos a ferry (que sai por menos de 100 euros para a família toda).
      Eu não encontro passagens de trem ou de avião por esse preço saindo nos dias e horários que eu quero sair, então nem vale a pena a pesquisa.

  7. ola pessoal tdo bem? alguem pode me dizer se esse trajeto passa por imigraçao?,,,tenho vontade de fazer uma dessas viagem de carro, mas tenho receio pela questao de imigraçao.

  8. Adorei sua postagem, estou planejando ir a Londres em outubro, moro na Bélgica, valeu mesmo pelas dicas!! Grande Abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s