Tratamento para os olhos

Bom, eu ainda não decidi sobre o que fazer com o blog, então estou numas de “deixar a vida me levar”.
Como não tem muito assunto interessante (eu passo meu tempo livre ajeitando a casa pra minha festinha, ou me estressando com a festinha), vou escrever sobre minhas últimas experiência com creminhos faciais.

Eu acredito que eu já tenha dito aqui há algum tempo que o meu crème anti-rugas para a região dos olhos havia acabado, isso desencadeou uma breve pesquisa da minha parte mas nada satisfatório (pq estava enrolada com trabalho, vinda da minha irmã e as festas de fim de ano).
Acabou que eu decidi o que comprar na loja mesmo, baseada praticamente em nada e escutando conselhos de uma pessoa que parecia saber ainda menos que eu.
Fato é que, após algum tempo na loja com a vendedora desinformada (tipo, ela não fazia idéia sobre a indicações de cada crème, se eram anti-rugas, anti-puff, anti-olheiras, etc … mas como ela estava disposta a ler cada caixinha para saber para o que serviam, eu deixei ela me ajudar), eu havia decidido meu top 3:
Ultra Correction Eye (linha Précision da Dior)

Super Aqua Eye Serum (Guerlain)

All About Eyes Rich (Clinique)

A linha Précision da Dior é toda maravilhosa, mas eu achei a proposta do crème para olhos um pouco além daquilo que eu preciso (pq eu ainda não tenho rugas propriamente ditas; tenho linhas finas que se agravam quando minha pele está desidratada ou quando eu sorrio arreganhadamente). Então deixei esse para um pouco mais tarde.
Minha segunda escolha seria o All About Eyes Rich, mas segundo a vendedora ele seria mais indicado para o efeito inchado embaixo dos olhos do que para rugas fininhas.
Sobrou o Super Aqua que eu comprei meio com o pé atrás (pq eu nunca usei cremes da Guerlain e nunca ouvi falar muito sobre a linha de tratamento facial deles).

Agora olhem bem, o Super Aqua é um sérum, o que significa que ele tem uma concentração de ativos maior do que um crème. O que também quer dizer, que vc não precisa se lambuzar inteira e o produto acaba durando bastante tempo.
Dito isso, eu aviso, o preço não é dos mais amigáveis (euro 69 por 30ml), mas é um preço normal na família dos sérums (o sérum da Estée Lauder que tb é super famoso custa a mesma coisa) e é um investimento legal.

Diferenças na minha pele: o que mais me surpreendeu foi o efeito anti-puff. Tipo, eu *sempre* acordo atrasada, então a minha vida matinal é extremamente corrida e não é raro eu chegar no trabalho TODA maquiada mas com os olhos ainda inchados.
Tipo, o sérum operou um milagre nesse quesito! Não vou dizer que o inchaço some instantâneamente (até pq, ao acordar, o resto do rosto tb está inchado e não só os olhos), mas melhora MUITO.
Redução de rugas eu não vi, mas como eu disse, eu não tenho rugas de verdade ainda.
Também não posso julgar a ação dele contra olheiras pq eu não tenho problema com olheiras.
A única coisa que me decepcionou foi que a ação hidratante não dura o dia inteiro se estiver muito frio (e vc estiver cheia de maquiagem). Quando eu fui pra Paris com a minha irmã, nós andamos bastante pela ruas geladas e, mais para o final da tarde, já dava pra sentir que os cantinhos dos meus olhos começavam a incomodar por estarem ressecados.
Acima de tudo, isso é o que mais me irrita, pq mais do que um anti-rugas, eu preciso de um crème que mantenha minha pele hidratada mesmo nos dias de frio/vento/chuva.
Portanto, já estava olhando de cara feia pra ele.

No dia do meu níver, minha cunhada me deu um kit de miniaturas da Clinique com demaquilante, rímel e um potinho mini (fofo!) do All About Eyes Rich (o ‘All About Eyes Rich’ só é mais concentrado do que o ‘All About Eyes’ mas o conceito continua sendo o mesmo, fyi).
Na terça eu cheguei em casa morta, sentei pra assistir Harry Potter #4 enquanto Mick tomava banho e acabei caindo no sono no sofá mesmo. Mick me levou pra cama e me deixou dormir com a roupa que eu havia vindo trabalhar, com maquiagem no rosto e tudo mais o que se não deve fazer NUNCA!
No outro dia, minha pele não só estava em estado de rebelião total, como estava inchada até à raiz do cabelo!
Eu usei o A.A.E.R. esperando um milagre acontecer e não vi muita diferença.
Coloquei a culpa no estado lastimável que estava (mesmo depois de um banho com água +/- fria).
Hoje usei novamente e não vi os mesmos resultados que o Super Aqua proporciona. Há sim uma diminuição do inchaço abaixo dos olhos, mas não no mesmo grau.
Por outro lado o A.A.E.R. hidrata bem mais do que o Super Aqua.

Estou pensando em revezar os dois. Usar o Aqua nos dias em que não for bater perna nas ruas e antes de ir dormir. E de resto usar sempre o A.A.E.R., principalmente no inverno!

(meninas, mais uma vez: os posts que eu escrevo aqui no blog refletem a MINHA opnião sobre produtos testados na MINHA pele e levando em consideração o clima que eu vivo. O que não funcionou para mim, pode ser que funcione maravilhosamente na sua pele).

Anúncios

Aniversário

Uma das maiores discussões que eu e Mick tivemos no ano passado foi sobre presentes.
Não exatamente pelo lado fútil do presente, mas sobre um aspecto mais aprofundado.
Mick sabe exatamente o que dar de presente para cada um de seus colegas no trabalho. Tipo, coisa super original que é a cara da pessoa, sabe?!
E quando o assunto sou eu, ele simplesmente age como se não me conhecesse.
Eu não ligo se ganho presentes caros, baratos, usados, etc … acho que o que conta é saber que alguém se preocupou em procurar algo que é a sua cara. E Mick é ótimo pra isso, com os outros.

No meu aniversário do ano passado um amigo dele ligou para dizer que estava em uma loja de coisas pra casa e tinha visto uma wok elétrica na promoção, perguntou então se eu gostaria de ganhar uma.
Agora, vamos aos fatos: na época tínhamos 6 anos de casados, 8 anos juntos. Nesses 8 anos eu devo ter comido wok cinco vezes no máximo e tenho certeza absoluta que reclamei horrores essas cinco vezes.
Eu não gosto de wok. Não só não gosto de comer wok, como odeio ter parafernália de wok em casa pq ocupa muito espaço (e nem pode limpar devidamente: com muito detergente e esfregação).
A resposta de Mick para o amigo: “ah ela vai gostar sim, ela gosta dessas coisas de cozinha”.
Tipo, eu curto cozinhar e adoro comprar coisinhas novas, mas de onde que Mick tirou que eu super curtiria ganhar uma panela tamanho jumbo de aniversário???!!!!!
Podia ter dito “cara, ela não vai gostar não. Mas tipo, nem precisa de presente!!!!”.

Meu aniversário veio seguido do fiasco de natal/2008 (ele ganhou um X-Box 360 e eu re-ganhei um livro do Jamie Oliver que havia comprado em novembro). Semanas depois ele ficou encarregado de comprar presentes de despedida de uma menina do escritório que estava indo fazer uma viagem de três meses pela América do Sul, e comprou umas coisas super legais.
Eu devia de estar de TPM na época e não deixei passar em branco … brigamos.

Depois disso ele tem feito de tudo para nunca me perguntar diretamente o que é que eu gostaria de ganhar e tem se esforçado para acertar nos presentes (nós sempre fazemos wish lists para facilitar a vida um do outro).
Uma das mudanças mais dramáticas veio nesse natal: ele me deu uma bolsa roxa do Marc Jacobs que eu estava namorando há tempos (e eu sei que isso doeu em cada célula do corpo dele pq Mick é daqueles que acredita que bolsa tem que custar no máximo 100 euros … e essa bolsa, custou bem além) e manteve tudo surpresa (pq eu quero morrer quando eu já sei o que vou ganhar de natal!! Perde a graça sentar embaixo da árvore e saber exatamente qual pacote é seu).
Eu fiquei nervosa o mês de dezembro inteiro pq juro, se eu ganhasse mais alguma coisa pra cozinha, ia fazer greve de cozinhar pelo resto de 2010!

Segunda-feira na hora do almoço eu pedi pra ir no shopping com ele pq queria passar na MAC e, como eu não fiz wish list nenhuma, vi que ele estava nervoso sobre o que comprar.
Então eu disse que, se ele quisesse, iria supervisionar a escolha dele (pq eu só faço questão de surpresa no natal).
O primeiro lugar que fomos foi uma perfumaria e eu já estava certa que ele ia comprar o Lola (Marc Jacobs) ou o Idole d’Armani (Armani) que foram os únicos itens da minha lista que não comprei quando minha irmã estava aqui (por pura usuragem).
Eu quase morri quando ele passou direto pela parte de perfume e foi na gôndola de maquiagem da Chanel.
Tipo, MICK comprando maquiagem pra mim??? No way! Ele só podia estar tentando me enganar!!
Aí vejo ele perguntando algo pra moça e fui perto perguntar o que é que ele queria (pq eu nem lembrava de querer nada da Chanel e tenho medo de Mick comprando maquiagem pra mim pq ele não sabe diferenciar sombra de blush!).
Ele: “vc colocou um post-it na sua revista, dizendo que queria uma coisa daqui”
eu: “mas era o que??? Sombra, blush, pó???!! Pq eu quero um milhão de coisas que eu vejo em revista, depois nem lembro o que é. Vc sabe que não pode dar muita confiança para as minhas listas de revista …”
Ele: “ah, não sei o que era! Era um pó e vinha numa caixinha dessas ó” (e me mostra as caixinhas com blush dentro)
Eu: “mas olha aqui, as caixinhas de sombra são iguais. Tem que saber o que tá procurando pq maquiagem não se compra por caixinha”
Ele: “mas não é essa, a da revista tinha uns negócios escritos no pó” (eu deduzi que ‘os negócios escritos’ só podiam ser a logomarca da Chanel)
Aí ele vira pra trás pra ir procurar a moça e dá de cara com a coleção de primavera.
O que ele queria comprar pra mim era o pó finalizante da nova coleção (que eu realmente tinha marcado na Glamour como “item que eu não posso deixar de comprar”):

Gente, Mick comprou maquiagem pra mim!!!
Mick + maquiagem!!!!!
Acho que essa foi a maior surpresa que eu já ganhei dele desde que nos casamos!!!
NUNCA que eu diria que ele compraria maquiagem (pq ele prefere que eu não use e pq ele acha tudo um roubo de tão caro)

Ele também me deu um colar e um par de argolas da Swarovski que é exatamente o que eu queria (algo simples e básico para compor looks corriqueiros).

Tenho um marido renovado!!!!

Pedacinhos

Amanhã é meu níver!!
Esse ano eu nem estou muito empolgada mas acho que é pq eu estou corrida demais no trabalho. Daqui a pouco passa.

E sorry por estar sumida do blog, mas me falta assunto.
Na verdade eu estou meio na dúvida sobre o que escrever no blog, quais assuntos abordar e qual direção seguir.
Eu não quero focar muito na minha vida pessoal pq, como eu já disse milhares de vezes, eu não sei me limitar e fico jogando detalhes que dizem respeito só a mim, blogosfera à fora. (e vai saber quem é que lê isso aqui!)
Por outro lado, não quero excluir completamente alguns bits & pieces do que acontece comigo.
Achei legal dar uma focada em maquiagem, cremes e futilidades em geral por um tempo (é gostoso fazer posts sem ter que pensar “falo isso ou não” ou “melhor não tocar nesse assunto para evitar polêmica”), mas eu sei tão pouco comparado aos vários sites legais espalhados pela internet.
Também pensei em tomar um rumo mais “conheça a Bélgica” mas isso exige fotos e eu sou péssima fotógrafa (e não tenho interesse nenhum em aprender).
Resumindo, perdi o rumo …

Enquanto isso, vamos fazendo posts sem pé nem cabeça!

– encontrei o segredo para não deixar de ir pra academia!!! Eu trago minha roupa de academia pro trabalho, me troco aqui mesmo e já vou pronta buscar a Rafa!
Fiz isso na semana passada e deu certo.
Um dos meus problemas para malhar é que eu tenho que sair do escritório, buscar Rafa, levar Rafa em casa, subir com ela e me arrumar. Nesse meio tempo já rolou de bater uma preguiça básica e vontade de ficar em casa pra fazer janta, colocar ordem na cozinha, na sala e no banheiro (que ficam em estado de calamidade com a correria da manhã) e eu começo a ficar em dúvida sobre a necessidade verdadeira da academia.
Se eu já estou pronta pra academia, eu nem subo com a Rafa, Mick pega ela e sobe. É uma coisa tão rápida e como eu nem tirei o cinto de segurança, não tem como bater preguiça!

– meu bronzer cometeu suicídio!!!!!
Hoje de manhã eu estava descendo do banheiro do escritório pela escadinha do mal e meu bronzer fez um super salto mortal de dentro da minha necessaire!!!!
Antes de ele quebrar inteiro no chão, ele ainda fez alguns mini saltos em cada um dos 7 degraus que faltavam, depois partiu em dois e espalhou pó por tudo quanto foi lado.
Uma cena triste.

– essa semana vamos no cinema … tô na dúvida: Sherlock Holmes ou The Blind Side?

– eu já disse que eu amo o Brasil??!!
Tem coisa mais gostosa do que saber que vc tá com horário marcadinho com a manicure/pedicure? Ou que a sua drenagem linfática está confirmadíssima?
Já mandei minha lista de “comidas que eu TENHO que comer” pra mamãe. Tb já fiz uma pesquisa na Boa Forma e sei exatamente qual biquini eu vou comprar esse ano (é um da Cantão), e já acertei com a minha irmã os detalhes da festa da Rafa.

– falando em festa da Rafa: desisti de fazer festa em cerimonial.
Motivo: me deu uma crise de usuragem enorme na hora em que eu fui fazer a transferência dos 7mil reais que a festa estava custando.
Eu queria sim fazer uma puta festa pra Rafa, mas 7 mil reais é dinheiro demais!!!
Repetindo: aonde é que esse povo do Brasil anda com a cabeça achando que é normal pagar isso tudo para uma festa de 4 horas no meio da semana????
Mick já tinha quase surtado (belga não faz festão de aniversário para filhos; no máximo eles reúnem umas crianças em casa, servem panquecas com açúcar e/ou nutella, colocam uma coroa na cabeça do aniversariante e deixa eles brincarem a vontade … povo do trabalho tb estava descrente que existia um lugar no mundo onde mais do que 300 euros fosse gasto em festa de criança) mas como EU tinha juntado dinheiro, ele não tinha muito que dar pitaco … no final era ele quem estava certo.
Decidimos fazer uma mini festa na casa de mamãe, com 4 crianças (Rafa inclusa) e uma decoração bem rosa da Bela Adormecida.
Meu maior gasto vai ser a maquete do bolo da Bela Adormecida (vcs sabiam que uma maquete com uma boleira boa de Vix, custa 250 reais???!!! Tá vendo??? Fala se não é um exagero essas festas!)

– estamos com passagem marcada pra Londres (eeeeeeeeeeeeeee)!
Vamos passar o feriado de páscoa por lá com um casal de amigos.
Brasil e logo depois Londres … ai ai … feliz, feliz!

Explicando

Acreditam que eu ainda não decidi se vamos ou não vamos para o Rio?!
Eu quero ir, mas não estou lá muito disposta (mesmo agora tendo achado passagens com preços decentes, thanks Mari!!!! Acho que preciso te contratar como minha agente de viagem!).

E tá, caiu mal eu falar que prefiro comprar cremes e sandália (mesmo quando a sandália é Jimmy Choo) do que viajar. Mas é uma questão de prioridades na vida de cada um.
No fundo, no fundo eu não ligo se me acham isso ou aquilo pq disse que prefiro supérfluos, mas prefiro me explicar pq ficou parecendo, como a Érika disse, que eu comparo meus itens superficiais com amigos/família e isso não é o que eu quis dizer.
Eu não priorizo minhas futilidades acima de família e amigos, eu simplesmente priorizo futilidades à viagens.
Tipo, sabe aquela pessoa que fala “olha, eu não compro bolsa/sapato/vestido de design mas esse ano fui para 534875454 países/cidades”?! Eu sou o contrário, eu gasto horrores com calças, bolsas, sapatos, cremes e maquiagens caros mas, em compensação, não dá pra ficar viajando que nem louca. Até pq eu morro de preguiça de fazer pesquisa e sempre escolho as coisas caras pq são mais fáceis de achar (eu lembro no ano passado quando eu fui pra Londres pela primeira vez, eu liguei pra Mari e contei TODA orgulhosa que tinha conseguido uma super barganha e ido pra Londres pagando 600 euros por pessoa para duas noites (hotel + trem) . A Mari quase morreu no telefone dizendo que era MUITO dinheiro e eu toda orgulhosa pq tinha conseguido passagem ‘promocional’ da Eurostar *rs).

A verdade é que viajar é um parto pra mim. Não só eu morro de preguiça de desfazer malas (eu não sei otimizar a utilização do espaço, então é sempre Mick quem faz as malas e eu desfaço e guardo tudo na volta), mas sempre que viajo (de carro, avião, ônibus, trem, you name it) eu tenho que tomar trocentos remédios para não morrer no meio do caminho.
Eu não sinto um enjôo normal não; eu passo mal *mesmo*!
Se eu optar por não tomar remédio, eu posso pedir para confirmarem meu assento do lado do banheiro pq é lá que eu vou estar 90% do tempo. Além da náuse que nunca mais acaba, minha pressão baixa e eu desmaio várias vezes (é super divertido ir pro Brasil comigo, vcs não fazem idéia!).
Eu chego no destino praticamente um zumbi, mas me recupero depois de umas horinhas.
Se eu tomo remédio, me esquece. Minha capacidade de raciocínio cai para uns 20% e manter uma conversa adulta é impossível (ou qq atividade que exija o uso de mais do que dois neurônios).
Eu fico em estado vegetativo, não passo mal mas tb não precisam contar comigo por pelo menos 10 horas depois da minha chegada.

Ir para o Brasil é um suplício. Eu sofro, literalmente, pensando em tudo o que sei que vou passar (quando eu viajei só com a Rafa para o Brasil, Mick teve que ir me buscar em SP pq eu quase morri na ida e estava com medo de como seria a viagem de volta … agora pensem o quão legal é comprar uma passagem Bélgica – São Paulo só para me encontrar em Guarulhos e voltar) e eu só viajo pro Brasil preciso ir mesmo, senão nunca mais pegava um vôo tão longo.

O sonho de Mick é fazer uma puta viagem pra Ásia: visitar alguns lugares na China, no Japão, na Indonésia, Thailândia e mais sei lá quantos lugares.
Desde que nos casamos ele diz que devíamos tirar um mês off e ir passear por lá.
Hoje em dia ele aprendeu a viver com o sonho frustrado dele pq sabe que se ele exigir que eu vá com ele, ele vai voltar viúvo! (e não me achem uma pessoa má, se ele quiser ir só com amigos eu super apoio pq é um sonho dele e acho que é uma coisa que ele devia fazer independente das minhas restrições).

Portanto pessoas, para mim não é difícil ficar muito mais feliz com uma sandália arrazo da Jimmy Choo, do que com uma passagem para alguma viagem phodarástica.
E ir para o Rio passar UMA mísera segunda-feira (quando eu nem vou poder encontrar muita gente pq dia de segunda é dia de trabalho) pagando os tufos (como era a passagem da TAM) não vale a pena.
Eu preferiria sim gastar o dinheiro com coisas que me fariam feliz (= futilidades) do que ir pro Rio, pq emendar uma terceira viagem no meu roteiro de Brasil (que já tá corrido), significa mais um vôo para passar mal e mais uma noite em hotel desfazendo e refazendo malas.
Se eu gostaria de ir pro Rio ver minha prima recém-casada, a Vivi e a Érika? Claro que gostaria!!!
Mas eu preferiria dar uma passagem pra cada uma para ir em Vitória me ver (pq vcs acham que todo santo ano eu dou uma passagem pra cá pra alguém da minha família???? Se eu tenho o dinheiro para viajar pro Brasil mas já fui uma vez, eu prefiro que eles venham e me salvem de todo o drama no vôo).

Capice?

P.S.: vou ligar pra minha prima hoje e perguntar quais são as possibilidades de ela ir em Vix me ver :o)

Dilemas

Desde segunda-feira os meu dias tem sido repetitivos assim:

De manhã, dentro do carro:
– hoje eu vou pra academia!
– nós TEMOS que decidir o que é que nós vamos fazer no Brasil para eu poder comprar as passagens de vôo doméstico! Vou ver os preços na internet e falar com o Mick pq é ele quem fica me enrolando.

Aí todos os dias no caminho para buscar a Rafa, as frases mudam para:
– no way que eu vou pra academia hoje. Gelo infeliz no chão! (pq eu sempre tomo vários escorregões até chegar no carro!!)
– nossa, passagem para vôo doméstico no Brasil tá caro, né?! Só pra ir pra Vix eu já vou gastar 1000 reais, se eu inventar moda de ir pro Rio vou gastar mais 1500 reais e ainda tem hotel e tra lá lá. Acho que não vou pro Rio não. Com 1500 reais dá pra comprar um monte de coisa que eu quero.

No caminho da creche para casa:
– acho que eu vou é tomar vergonha e ir pra academia mesmo, né?! Depois eu fico lá choramingando pq a calça do puf, puf não fica fechada o dia inteiro. E daí que tá frio, nevando e cheio de gelo no chão??!! É só tomar cuidado que eu não caio.
– putz, duas semanas de Brasil. Agora eu só tenho 13 dias de férias para durar o ano todo. Acho que a gente devia ir pro Rio mesmo e ficar uns dias lá pq ó, se continuar desse jeito todas as férias que tirarmos vai ser pra Vix e pra SP e, por mais que eu goste de ir pra lá, nada é novidade. Desse jeito nunca vou conhecer lugar novo nenhum nesse planeta.

Estacionando o carro:
– putz, olha, nem demorou pra estacionar. Que pecado eu tirar o carro daqui pra ir pra academia, sabendo que depois vai demorar horrores para achar vaga de novo. E tipo, eu nem tô gorda de verdade, né?! E ainda faltam 5 semanas para eu colocar um biquini. Amanhã eu vou.

Em casa, ajeitando a cozinha para fazer janta:
– vou fazer alguma coisa light pra compensar a falta da academia
– eu fico achando que 1500 reais não é nada, mas é bastante dinheiro sim! Dá pra comprar o meu crème da Dior que eu tô com usuragem de comprar E aquela sandália Marc Jacobs que eu tinha visto em Paris E ainda sobra dinheiro!! O que é mais importante, crème e sandália ou viagem??!! Crème e sandália, obviously!

Fazendo janta:
– comida não precisa ser light necessariamente né?! É só ser saudável! E arroz e feijão é saudável!!! E o hamburguer foi eu quem fiz, então eu sei o que tem aí dentro e sei que é saudável e não é cheio de gordura.
– é pensando em crème e sandália que eu acabo não viajando!!! Depois, quando acaba o ano, eu fico reclamando que não viajei para lugares novos.

Jantando:
– arroz, feijão, hambúrguer feito por mim, batata palha e farofa pronta. Nem tem tanta batata palha e farofa no meu prato para classificar minha comida como ‘gorda’. Não devo me sentir culpada!
– mas tb, né, eu nem curto muito viajar. Dá preguiça isso de ficar em hotel, abrir e fechar mala, fazer check in de aeroporto, pegar vôo, afee. Melhor eu ir só pra SP e Vix mesmo.

Ainda jantando:
– Fernanda, eu te proíbo de se sentir culpada!!! Além do mais, vc é super alta (amém!), de roupa dá pra disfarçar todos os quilinhos a mais. E vc ainda tem 5 semanas pra dar um jeito na aparência sem roupa! (= de biquini)
– uhm … eu bem prometi para minha prima que iria pro Rio. Tenho que aprender a parar de prometer as coisas que eu ainda não decidi se quero fazer!!! Acho que ela vai ficar chateada.

Arrumando a cozinha:
– ó, 5 semanas … se eu perder 1kg por semana, vou ter perdido 5kg. Nuss, vou chegar no Brasil bombando!!!!
– não, eu vou explicar que não vai rolar de ir pro Rio pq eu não quero pagar 1500 reais de passagem.

Tomando banho:
– credo! Preciso que a dieta comece AMANHÃ!!! Se bem que eu tô inchada, né?!!! A propaganda da Activia disse que uma mulher pode inchar até 5cm no correr do dia. É isso! Mas amanhã sem falta eu vou pra academia.
– aí meodeos, vai que Marcela entende que eu acho que ela não vale 1500 reais!!! Não, nós vamos pro Rio sim.

Indo pra cama:
– hein Mick, amanhã eu vou pra academia sem falta, tá?! Cê num tem nada marcado a noite não, né?!
– ahh, outra coisa, eu num sei se quero ir pro Rio não. Eu quero ver a Marcela e talz, mas ó, dois dias no Rio nem dá pra muita coisa e tô ficando na dúvida com esse negócio de pegar outro avião … perda de tempo infeliz no aeroporto. Não sei, mas tô achando melhor só ir pra SP e depois pra Vix.

Deitados na cama vendo tv (e eu lendo pela milésima vez “Harry Potter and the Goblet of Fire”):
– eu vou pra academia sim!! Vc vai ver!! E pára de ficar mandando eu cancelar minha inscrição pq eu me sinto culpada por não estar usando. Vc vai ver, eu vou TODOS OS DIAS a partir de amanhã.
– se bem que vc nunca foi no Rio, né?! Nem a Rafa … tá amanhã a gente decide e eu compro as passagens de vôos internos.

P.S.: hoje é quinta-feira e eu ainda não comprei as passagens. E tb não dei as caras na academia.

Depois das festas …

Sabe quando o ano começa e vc tem a impressão que, na verdade, nada começou?!
Quando eu voltei para I escritório, na semana passada, foi como se tivesse sido jogada no meio de um furacão. Muita coisa para fazer, tudo para ser resolvido muito rápido e, para piorar, colegas para cobrir.
Essa semana temos milhares de reuniões, e eu ainda estou enrolada com pendências da semana passada … não quero nem tentar imaginar o estado da minha inbox até o final da semana.
Enfim …

Nossos natáis foram bem legais e bem diferentes.
Pela primeira vez desde que casei com Mick (e olha que já se vão 7 anos!), passamos o natal com a família dele na casa da sogra. Comemos e bebemos coisas bem típicas daqui nessa época do ano: champagne, cava e vinho (eu odeio que na casa da sogra nunca tem refrigerante … como se todo mundo gostasse de vinho no mundo!); salmão; sopa (a nossa foi de tomate) e camarão (do mar Norte que é camarão mais belga do mundo, na minha opnião).
Minha irmã achou estranhíssimo comermos peixe na ceia de natal, mas estava tudo bem gostoso.
No dia 25/12 decidimos que faríamos do nosso almoço, uma ceia brasileira. Mas acordamos tarde e o almoço virou jantar.
Ficou tudo uma delícia (peru marinado na cachaça, farofa, arroz e salada de maionese), mas quase morremos de fome esperando pelo bendito do peru que nunca ficava pronto (note for self: eu *preciso* de um forno maior quando inventar de fazer um peru gigante!). De sobremesa fiz biscoitos de manteiga de amendoim (que quero repetir!!) e barras de nozes (que eu não gostei).
Abrimos os presentes todos no dia 25 pela manhã e confesso que gostei mais dessa idéia (que vai virar tradição lá em casa). Rafa ganhou *tantos* presentes que nem sabia mais com o que brincar.
Ahhh, para o Mick eu dei meu bônus mesmo e mais uma caixa com os filmes Terminator 1, 2 ….
E dele, eu ganhei pantufas e a bolsa que estava namorando há tempos (Marc Jacobs).

Na semana do ano novo eu estava de férias e deu para aproveitar o tempo com a minha irmã.
Fizemos MUITAS compras e praticamente completei minha wish list (com excessões de algumas coisas que me fizeram ter crise de usuragem quando entrei na loja. Ex.: um vestido de festa L.I.N.D.O da Karen Millen que custava 290 euros).

No Ano Novo fizemos uma festinha lá em casa com amigos brasileiros e belgas.
Como éramos em muitos, eu desisti da idéia de fazer jantar e fizemos então várias coisinhas que poderíamos comer informalmente. A atração principal era um empadão de frango (que vou repetir para o meu níver). E, de sobremesa: bolo de maçã e cheesecake de blueberries (que eu tb devo repetir no meu níver pq quero testar uma receita nova).

Sinceramente?! Esses foram os primeiros natal e ano novo que eu realmente curti como curtia no Brasil.
Não tenho do que reclamar.

PS.: ainda não tenho fotos do dia 25/12 pq achei que tinha perdido a câmera e todas as fotos foram tiradas com a câmera da minha irmã. Quando eu receber as fotos, coloco no Orkut e aviso aqui.
P.S. 2: amanhã eu posto os looks das festas

Só pra não dizer que eu abandonei

Gente,

Eu tô super corrida e sem previsão de quando as coisas vão se normalizar para eu voltar aqui.

Por enquanto, eu coloquei algumas fotos no Orkut (faltam um monte de fotos que minha irmã tem que me enviar no findi).
Eu tento voltar semana que vem!

(P.S.: Brasil mês que vem!!!! Uhhuuuuu)